Como a teleconsulta tem aumentado na pandemia

A pandemia mudou a vida de todo o mundo, transformou as formas de conexão pessoal, as ideias de redes sociais, plataformas de chamada de vídeo e muito mais.


Após mais de um ano de pandemia é possível perceber a alteração na forma com que as coisas acontecem, burocracias estão diferentes e até atendimentos médicos passaram a acontecer de outras formas.


A pandemia mudou tudo, e continuará influenciando muito a vida das pessoas, que agora possuem a necessidade de aderir à tecnologia e todos os mecanismos que ela proporciona, assim tudo mudou.


Quer saber como o mundo tecnológico começou a fazer parte mais ativamente nas consultas, com as teleconsultas? Continue lendo este post.


Teleconsulta


Com o advento da pandemia do novo coronavírus foi necessária uma adaptação das pessoas para poder continuar a exercer suas profissões e as pessoas continuar com todas as relações interpessoais.


As teleconferências passaram a ser muito comuns e mantiveram o mundo funcionando, mesmo que de uma forma nova e estranha.


Uma dessas áreas que aderiram às teleconferências foi as clínicas médicas, que passaram a fazer teleconsultas.


Já que os hospitais passaram a focar suas atividades no atendimento ao coronavírus, outras áreas da medicina, como atendimentos mais voltados para o acompanhamento de pacientes estáveis, mudaram a forma de fazer consulta.


Os encontros entre o médico e o paciente que antes ocorriam nos hospitais ou até mesmo nas clínicas médicas particulares passaram a acontecer via internet, onde o médico e o paciente ficavam seguros em casa.


É claro que essas teleconsultas não possuem os mesmos intuitos de uma consulta como as que aconteciam antes, exames físicos e outros testes não podiam mais acontecer tão facilmente.


Por isso, a teleconsulta funciona mais como uma triagem, onde o médico pode até guiar um autoexame, onde o paciente tocaria em si mesmo, examinando seu corpo e trocando as informações com o profissional da saúde.


Essa iniciativa cresceu muito durante a pandemia, já que é preciso prezar pela saúde de ambos os lados dessa consulta.


Além das pessoas precisarem ficar seguras, a necessidade de voltar todas as estruturas de um hospital, posto de saúde ou uma UPA para o coronavírus foi maior que a necessidade de manter as consultas tradicionais funcionando.


Ao pensar em marcar uma consulta presencial em meio aos picos de transmissão do coronavírus em alguma dessas instituições é inviável, já que ao ir a um hospital, o paciente estaria na zona de maior risco.


Por esses motivos a teleconsulta foi o mecanismo mais viável para continuar os atendimentos e ainda cuidar dessas pessoas em busca de se preocupar com outras áreas da saúde, afinal, mesmo com o coronavírus, outras doenças ainda estão acontecendo.


Assim, tanto para segurança dos pacientes e para controlar a transmissão do novo coronavírus, foi preciso se afastar para cuidar do outro. Por isso, até clínicas médicas, particulares, aderiram ao movimento e passaram a fazer suas consultas apenas via chamada de vídeo.


Esse novo normal, como é comum falar nos jornais, já era uma tendência que a sociedade vinha sofrendo, mesmo que ainda fosse um processo longo e distante, o home office, as teleconsultas, as aulas online e até os amigos internautas são a tendência de uma sociedade tecnológica.


No entanto, a pandemia adiantou um processo que estava previsto para os próximos 30 anos, de forma brusca e lenta, as pessoas foram obrigadas a se adaptar. Assim, esses sistemas vêm mudando de forma exponencial.


Logo, a teleconsulta é uma saída para continuar com os atendimentos, mas estudiosos apontam que alguns desses mecanismos de afastamento na verdade é uma tendência para o mundo, mesmo após o mundo vencer o coronavírus.


Além disso, muitos médicos gostaram da ideia e até preferem, se possível manter o home office, mesmo em uma profissão que exige o toque, o exame, ainda assim, é possível se adaptar e passar a entender a necessidade desse momento.


Alguns pacientes também preferiram, essa forma de consulta online também trouxe vantagens para as pessoas que haviam marcado consultas no SUS e por alguns atrasos e burocracias ainda iriam esperar muito mais tempo.


Dessa forma, o Sistema Único de Saúde, um sistema completo e gratuito de acesso à saúde no Brasil, conseguiu abarcar muito mais gente em menos tempo, adiantando muitas consultas e até retornos.


Por esses motivos, a teleconsulta ganhou força e continua acontecendo durante a pandemia, a tendência é que ela se mantenha firme para as gerações futuras, embora em casos mais emergenciais, seja necessário o contato entre o médico e o paciente.


No entanto, essa modalidade de atendimento é uma opção que permite ser encaixada tanto no dia a dia dos médicos como dos pacientes, que conseguem resolver tudo de casa e ainda cuidar da sua saúde.


Mesmo com esses avanços, a teleconsulta ainda não é capaz de substituir o contato real entre o médico e o paciente.


Quer saber mais? Acesse o site do Otorrino em Balneário Camboriú - Cóclea Clínica.



Como a teleconsulta tem aumentado na pandemia.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo