Dermatologista é só para estética?

Atualizado: 13 de set. de 2021

A dermatologia é uma das especialidades médicas que geralmente está mais associada à estética, no entanto ela está relacionada com muitas outras áreas que são bem necessárias para a saúde humana.


Embora a primeira coisa que as pessoas pensem ao falar de dermatologia seja harmonização ou se livrar de acnes, a dermatologia se preocupa com muito mais que isso.


Quer saber um pouco mais sobre essa área da medicina que é a dermatologia? Continue lendo este post, para entender se o dermatologista é apenas para a estética ou se há mais coisas nessa área.


Sobre a dermatologia


Para começar, sabemos que a pele é alvo de muitos processos estéticos para deixá-la menos enrugada, mais macia e muito mais. Mas a pele também é um órgão, o maior órgão do corpo humano.


A pele possui muitas funções essenciais para o corpo humano, ela é protetora para os outros órgãos, essa proteção é muito dinâmica e inteligente, deixando passar apenas aquilo que lhe faz bem e repelindo outras substâncias.


Um exemplo dessa proteção é o bloqueio da entrada de radiação, além disso, a pele excreta suor, um mecanismo muito importante para a manutenção da temperatura do corpo humano e para regular o organismo.


Outro fato muito importante sobre a pele é que ela também está cheia de terminações nervosas, ou seja, o sentido do tato é uma característica completamente graças à pele.


O que muita gente não sabe é que a pele, assim como outros órgãos, adoece. E para prevenir e tratar essas possíveis doenças existe o dermatologista, uma especialização muito importante para a saúde.


O dermatologista é o responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças ou alterações tanto na pele, como na mucosa, no cabelo e nas unhas.


O dermatologista também trata de alergias e outras irritações nessas partes do corpo. Tudo isso é muito necessário e conversa até com outras áreas da medicina.


Outra doença que ocupa muito os dermatologistas é o câncer de pele, que pode ocorrer por diversos fatores, mas que afeta diretamente a pele, podendo passar para outros tecidos.


Além disso, a pele e seus anexos, que são os cabelos e unhas são fatores cruciais para diagnosticar outras doenças também, como por exemplo alterações na tireóide, que podem ser vistas através da queda de cabelo.


O escurecimento de áreas articuláveis pode significar diabetes, acne em certa idade pode significar alterações hormonais, lesões podem significar metástase cutânea, que é o crescimento de tumores.


Além dessas doenças que podem ser diagnosticadas, as unhas também dizem muito sobre o funcionamento de órgãos internos, a forma como as unhas se apresentam podem revelar deficiência de ferro, alterações renais e até alterações cardíacas.


Por isso é tão importante consultar um dermatologista, ao menos para um check up e verificar se tudo está como o esperado.


Essas doenças são muito tratadas pelos dermatologistas e precisam da atenção das pessoas, principalmente na prevenção delas, para evitar tratamentos e outras dificuldades.


Dermatologia como estética


Mas um ponto que vale discutir também é a dermatologia como uma especialidade voltada para a estética, mesmo que ela não seja só isso, grande parte está ligada à estética.


Assim como a cirurgia plástica não trata apenas de silicone e rinoplastia, a dermatologia também não é apenas sobre skin care, acne e harmonização estética.


Mas como falado, é uma parte importante da dermatologia. Para o desenvolvimento de produtos cosméticos, é muito importante que estudos dermatológicos sejam feitos, os testes e até a produção deve envolver um dermatologista.


Além da produção de cosméticos e fármacos, a harmonização estética também é uma prática muito comum, tanto para estética, quanto para tratamento de incontinência urinária e enxaqueca.


A harmonização estética também pode ser usada em casos de doenças dermatológicas, oftalmológicas, neurológicas, odontológicas e em muitas outras.


Ou seja, até o lado mais estético também tem suas aplicações em tratamentos de doenças. Uma inovação muito inteligente, que acaba salvando muitas pessoas.


Outra aplicação que integra a estética com a saúde é o protetor solar, importante para prevenir o envelhecimento da pele por conta dos raios UV, mas que também ajuda a prevenir câncer de pele e melanomas.


Todas essas aplicações e conhecimentos científicos a respeito da pele, mostram que a dermatologia é mais que apenas estética, mesmo que seja uma parte muito importante.


É uma especialidade muito necessária e que precisa ser encarada como uma área da medicina qualquer, que trabalha com diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças ligadas à outras partes do corpo humano.


O corpo humano conversa entre si, então é normal que todas as especializações se conectem, fazendo com que cada especialização seja necessária, como é o caso da dermatologia.


Agora você já sabe que a dermatologia é uma área de medicina que abrange a estética e outras áreas, desde a clínica até a pesquisa e desenvolvimento de curas.


Quer saber mais? Acesse o site do Otorrino em Balneário Camboriú - Cóclea Clínica.



Dermatologista é só para estética?


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo